Inconfessáveis, parte 2

Ilustração: Kenny Cole/Flickr.com

Inconfessável. [De in-2 + confessável.] Adj. 2 g. Que não se pode ou não se deve confessar.

.

Dizer ao marido que pagou apenas R$130 no vestido xadrez bacanérrimo quando, na verdade, foi R$ 310. Mesmo que tenha sido com o seu dinheiro. Só para não aturar a expressão de perplexidade dele. Em seguida, desconversar, falando que confundiu os algarismos.

Na TV a cabo, tirar o canal de esportes dos “favoritos” no controle remoto. Homens geralmente são distraídos e, se não tiver nenhum jogão importante no dia, levará uma semana para o marido, namorado ou irmão perceberem. Até lá, você poderá se livrar de assistir ao VT de uma emocionante partida do América de Pernambuco.

Atender a ligação da instituição de caridade e dizer que não pode contribuir com eles, porque você já ajuda outras três. E é mentira.

Acordar com o telefone às onze e meia da manhã e atender fazendo voz de quem levantou há um tempão.

Nutrir uma estranha curiosidade de saber quanto seus vizinhos ganham.

Admitir que gosta de “Deslizes”, do Fagner.

Ter o cartão das lojas Marisa.

Usar o cartão das lojas Marisa.

Ter jogado óleo de cozinha no ralo da pia – mesmo quando você já havia aprendido que isso contamina milhares de litros de água. Só porque naquele dia você não encontrou nada para acondicioná-lo, estava com raiva porque a empregada faltou e atrasada para o médico. (Além de inconfessável, o crime entra para a categoria dos imperdoáveis.)

Acalentar um obscuro desejo de adoecer (nada grave), só para passar uns dias no hospital, longe do trabalho, casa, marido, filhos, sem absolutamente nenhum compromisso. Deitada.

Saber quais são, mas não conseguir identificar direito no mapa do Brasil os estados do norte e nordeste. Exceto a Bahia, que é enorme e todo mundo sabe qual é.

Ter uma mórbida vontade de ler, no noticiário policial, detalhes sobre como as pessoas morreram.

Confundir a voz da Ana Carolina com a da Isabella Taviani. “O Senhor dos Anéis” com “Harry Potter”.

Nunca ter lido nada do Saramago.

Pensar que “carregamentos móveis”, mensagem que de vez em quando acompanha uma postagem do Facebook, era algo relacionado a mudanças ou montagem de eventos.

Jurar que não recebeu o e-mail. Que o celular estava no carro. Ou culpar a TIM.

Enviar e-mails para si mesmo, escrevendo no “assunto” um lembrete para não esquecer de fazer isto ou aquilo.

Informar-se na Wikipédia antes de continuar uma conversa no MSN sobre os conflitos no oriente médio.

No churrasco com os amigos do escritório, à beira da piscina, lamentar ter se esquecido de levar o biquíni, sendo que você, conscientemente, não o levou. E torcer para que a dona da casa não ofereça um dela, e que nenhuma das convidadas tenha levado alguum de reserva.

Na praça de alimentação, cobiçar o resto do prato do moço que acaba de liberar a mesa. A porção de batata frita está praticamente inteira!

Errar o caminho e afirmar que foi de propósito: você queria mesmo passar em frente àquela loja de colchões para saber se eles ainda estavam com 50% de desconto.

Soltar um pum no carro, quando está sozinha. Mas ter o nobre gesto de ir com os vidros abertos até o final do trajeto, para poupar o manobrista quando chegar ao estacionamento.

O ato de confessar as coisas, desta ou da outra lista de inconfessáveis, pode deixar a vida incrivelmente mais divertida. Vai dizer que não?

About these ads

17 responses to “Inconfessáveis, parte 2

  • vivian

    MTOOOO bom!!! ri mto!!

    adorei :]

  • Felipoca

    HAHAHAHAHAH

    tinha acabado de enviar um mail pra mim mesmo…. ri demais quando li aqui.

  • Denise

    Adorei, aliás, amo o seu blog.
    Vou me inspirar em você e fazer uma listinha de inconfessáveis também. É muito divertido!

  • Ana Lidia

    Independente de serem ou não verdades, de serem ou não nossas confissões ou de outros, para mim o melhor é tornar a vida mais divertida! Seja como for! Ri muito, obrigada!

  • Andrea

    Sil, como vc consegue expressar tão bem o que a gente não consegue? Coisas inconfessáveis….Rsss… E o dedo no nariz quando não tem jeito e achamos que ninguém tá vendo? E a calcinha que incomoda? Rsss. Amei… Bjs!!!!!

  • Krol Vale

    AI ai, tanta coisa em comum… mas muita coisa mesmo. Acho que vou fazer meu cartão da Marisa. =D Parabéns pelo texto!

  • Cléo Garcia

    Ah, Sil, inconfessáveis mas super necessários e válidos! será q todas as mulheres são iguais? hahahaha somos gêmeas…:) (também não tenho cartão da Marisa, mas entro lá uma vez ao ano pelo menos….rsrsrs)

  • Fabiano

    Mais do que ter achado engraçado, fiquei chocado com o texto. Estou perplexo em saber que é batida a desculpa de que não posso contribuir com uma instituição porque você já ajudo outras. Pensei que a minha engenhosa justificativa era única no mundo. Em retrospectiva, imagino cada atendente do outro lado da linha torcendo o nariz ao me ouvir esta desculpa esfarrapada, enquanto eu, do lado de cá, achava que estava abafando. Francamente, Fabiano, que papelão!

  • Luciana

    Ando conhecendo o desejo do hospital, rs… E mentir o preço é algo que nunca pensei que faria mas, fala sério, é tão mais tranquilo! :-D

  • Simone

    Acredita que tb não sei identificar os estados do norte e nordeste? E cá pra nós, tem alguns que não quero saber onde ficam NUNCA !!!! kkkkk

    Adorei suas confissões… O pum e o cartão da Marisa, fecharam !! kkkkkkkkkk
    Um bj, querida.

  • Raquel

    Ah, eu tenho cartão da Marisa, rs.

  • dani

    Ah… mas o cartão da Renner você tem, ou das pernanbucanas???

    Eu confesso que tenho todos eles, e devem estar todos datados, já que fiz quando completei 18 anos e me achava muito independente, vou confessar:

    Aos 18 anos para ter cartões na carteira, fui em todas as lojas de departamentos e fiz os cartõezinhos com meu holerite mixuruco de instrutora de informática. Tenho da marisa, pernambucanas, C&A etc etc etc, mas já tem bem uns 10 anos que não uso nenhum, maior trabalho ter que voltar à loja para pagar… non non non!!!
    Outro dia estava saracoteando no shopping e pra garantir fui sem cartão nenhum, chegando lá vi uma ‘oportunidade de compra’ na renner e nem pensei, saquei o rg e fui até o atendimento na tentativa de pegar a autorização e comprar – para minha surpresa o limite era tão baixo (100,00) que não dava para comprar as peças… expliquei que tinha feito com holerite de salário mínimo em 98, a moça riu, falou “ah, então traz o holerite novo que a gente libera” – resultado – nao comprei nada, como planejado!

    rs e prá variar, escrevi um monte, novamente, outra vez!!! rs beijos Sil!

  • marluce de vasconcelos

    qua quara qua qua!!!! muito bom!!!!

  • Zôza

    É muito prazeroso te ler.
    Me identifiquei com a maioria dos seus inconfessáveis :P

    Parabéns pelo talento!

  • Noh GOmes

    Se houver maneira melhor de se começar a sexta vindo aqui e lendo seus “inconfessáveis” eu desconheço. Ri horrores.

    Adoro isso tudo aqui.
    BEIJOS com muita flor no cabelo.

  • Nara

    “Saber quais são, mas não conseguir identificar direito no mapa do Brasil os estados do norte e nordeste. Exceto a Bahia, que é enorme e todo mundo sabe qual é.”
    Não conseguir identificar o Ceará é inconfessável e imperdoável pela legião de fãs que vc tem aqui! rsrsrs
    Adoro os seus “Inconfessáveis”!
    Bjs

    • Silmara Franco

      Nara, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa (rs). Adoro meus leitores do norte e nordeste e eles sabem disso (você, inclusive), mas fazer o quê. Tenho mesmo dificuldade em localizar os estados. Geografia nunca foi meu forte. Nem a do meu bairro.
      Sabia que alguém ia falar disso, mas fui valente e postei. É pra confessar o inconfessável ou não é?
      E tem mais: nem tudo que está aqui é sobre mim. As pessoas à minha volta me inspiram…
      Eu não tenho cartão da Marisa, por exemplo.
      Beijos :-)

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 217 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: