Inconfessáveis

Ilustração: Gustavo Peres/Flickr.com

Quem é que admite? Passar dois dias inteiros sem tomar banho, só porque não deu vontade de entrar no chuveiro. Enfiar o dedo no nariz quando o lenço de papel não dá conta. Ver quem é no telefone e não atender. Espiar o armário do banheiro na casa dos outros. Ter vontade de mandar a vizinha hipocondríaca caçar sapo com bodoque.

Quem confessa? Mandar, por trinta minutos, o meio-ambiente se danar: você pre-ci-sa daquele banho comprido. Pensar imediatamente numa piadinha quando alguém conta uma tragédia. Ver o preço na etiqueta maior do que o lançado no caixa, e ficar bem quietinha. Arrotar livremente quando está sozinha. Encolher a barriga quando está acompanhada. Abaixar o som da TV para ouvir melhor a briga dos vizinhos. Não saber onde fica o óleo do carro. Torcer para o funcionário pedir as contas e sumir da sua vida. Já ter pensado os piores pensamentos, justamente com as pessoas que você mais ama.

Quem assume? Escrever o próprio nome no Google para ver o que vem. Abrir a geladeira e beber o refrigerante no gargalo quando não tem ninguém olhando. Ter dificuldade para localizar o Quênia no mapa-múndi, assim, de primeira. Fazer a barra da calça com Durex. Nunca ter assistido Casablanca e, mesmo assim, achar aqueles dois uns chatos de galochas. Fingir que está dormindo. Fingir que entendeu a piada. Comer todos os Danoninhos de uma vez só. Procrastinar até o último instante possível. Sentir inveja dos casais que saem sozinhos à noite. E, apesar de amar incondicionalmente seus filhos e não saber mais viver sem eles, ter uma certa saudade de quando você ainda não os tinha.

Juntos, os segredos – os bobinhos e os significativos – pesam. Exigem portas, gavetas e chaves extras na alma. Mas vários podem se tornar públicos, sem tantos receios e complicações. Já outros, é certo: nem que a vaca tussa.

Anúncios

31 comentários sobre “Inconfessáveis

  1. Adorei, Silmara! Que atire a primeira pedra quem não tem muitos desses segredos guardados….Me identifiquei com alguns desses, mas tenho vários e alguns tão inconfessáveis que acho até que perdi a chave extra! Uma confissãozinha aqui: arrumar presentinho de última hora, em casa mesmo, e JURAR que tem a cara da aniversariante!

    Curtir

  2. Fica ate chato a gente ficar escrevendo toda hora, mas é que sao muito bons mesmo seus textos. Como te disse, sempre virei aqui ver o que passa… Ahh, tenho muita coisa pra falar sobre esse texto, pois é um texto q acaba falando da sociedade, modismos, musica, hipocrisia, moralismo, gostos, etc, sem vc nem ter tocado nesse assunto, mas que passa pelo “inconfessaveis”… O que tenho pra dizer nao caberia aqui não. Parabéns, Sil…
    Bj

    Curtir

  3. Sil, como é bom ler o que vc escreve!!!! Já fiz um monte dessas coisas que vc citou ( risos!!!!!)
    Adorei tbm a história da neta……será que vai ser assim????
    Precisamos papear, nesta semana estou com programas e atendimentos , mas na próxima ,será minha prioridade…Vamos ao café!! ok??? bjos !

    Curtir

  4. Essa lista está marivilhosa, e de vez enquando é preciso um pouco dessas pequenas traquinagens que são uma delicia…hum

    texto gostoso de se ler…

    Um grande beijo para vc Sil, não tenho comentado mas estou acompanhando 😉

    Curtir

  5. Eu admito: I google myself. E não é só o Quênia que não acho de primeira. Nas barras das minhas calças, já usei clipe de papel em vez de durex.

    Ah, mas gosto de Casablanca…

    Excelente texto, mais uma vez. Leveza pura.

    Curtir

  6. nunca comento, mas hoje deu uma vontade….

    adorei o texto

    deu até vontade de confessar pra mim mesmo meus segredos incofessaveis em forma de lista…. uiui
    tanta coisa!!!

    abraços

    Curtir

  7. Oi Silmara! Voltei! rs
    Muito corajoso seu texto.
    É difícil mesmo admitirmos nossos pequenos segredos, esses que aos olhos dos outros podem parecer ‘errados’, mas que no fundo todo mundo faz.

    Acrescento à lista: ficar indignado quando um ex-colega de trabalho, que mostrou-se muito menos competente e criativo que você, consegue se recolocar numa ótima empresa, enquanto você continua procurando emprego…

    bjs,
    Simone

    Curtir

  8. Já fiz algumas “poucas” coisas dessa listinha, rs. Adoro colocar o nome no google, inclusive dos conhecidos e devorar os danoninhos e o pacote de bolachas foi uma boa fase.
    Adorei, alegrou a minha terça nublada e ainda refleti um pouquinho.

    bjos, Sil!

    Curtir

  9. adorei adorei adorei!
    parabéns pela criatividade, embora não querendo admitir ja fiz a maioria dessas coisas, com exceção de sentir saudades de não ter filhos, pois ainda não tenho e comer todos os danoninhos da geladeira (que nunca tinha passado pela minha cabeça antes, mas ja ate lembrei dos danoninhos que estão ja minha geladeira, e de repente bateu uma vontade de devora-los de uma vez só), ja fiz tudo!
    beijinhos, parabéns mais uma vez!

    Curtir

  10. tá bom, eu confesso! muita coisa que você falou aí eu faço, mas não vou dizer quais são… (risos)

    posso lembrar mais algumas pra lista? ler as orelhas do livro na livraria e comentar como se tivesse lido, espiar o que tem no carrinho dos outros na fila do supermercado, fingir que lembra do nome daquela pessoa que te conhece mas que você não tem nem idéia de quem seja, comer o pacote inteiro de bolachas “aos pouquinhos”… (puxa, já acabou?), e muitas outras…

    Mas se não fizéssemos essas coisinhas, não seríamos humanos, não é?

    Beijocas!

    Curtir

  11. Casablanca eu não vi e não gostei, hahaha! O nome no google eu não tinha pensado, mas vou fazer, sim…Quanto ao resto, são coisas que nos fazem lembrar que somos apenas humanos, e às vezes isso é muito bom, por que coloca nosso pé no chão de novo…Como a minha avó dizia, não importa o quão rico, bonito ou inteligente uma pessoa seja, em duas coisas todo mundo é igualzinho: no banheiro e na morte…Acho que ela estava coberta de razão, mas você sabe, vó é vó!! E você, já pensou quando for vovó? Eu penso muito isso! Vou estragar tanto meus netos que meus filhos vão ver só, ah se vão hahahaha!!
    Boa semana pra você!!
    Beijos!

    Curtir

  12. Silmara, eu não tenho funcionários nem filhos, mas o resto parece até que fui eu que escrevi! Só tem uma diferença: ao invés de comer todos os Danoninhos de uma vez, eu bebo os Yakults!
    Adorei!
    Bjs!

    Curtir

  13. ahaha A-M-E-I!
    Ri sozinha aqui na biblioteca lendo esse texto, Sil, de verdade.

    Mostrei para uma amiga e rimos incontrolavelmente!

    Incrível, mais uma vez.
    Beijo grande.

    Curtir

  14. Adorei e tenho certeza de que quando eu descobrir o que é “procrastinar” vou gostar ainda mais! hehehe. Me encontrei em vários segredinhos… rs.

    Curtir

  15. A vida seria mais colorida se não precisássemos de tantos segredos concorda? Entretanto se isso fosse possível, logo, logo, arrumaríamos outros para deixar bem escondidos!
    Somos assim: uma verdadeira caixa de segredos. Às vezes confessados, outras vezes: nem sob tortura!
    rsrsrsr

    Saudade daqui!
    Beijos na alma!
    Layla Barlavento
    http;//culpadowalter.blogspot.com

    Curtir

  16. Nem perca seu tempo assistindo Casablanca. Já matou a charada, pois os dois são chatos mesmo.

    No mais eu adoro visitar seu blog. Já tem um tempinho que eu não comento, mas sempre visito.

    Beijo na ponta do nariz.

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s