Casamento

Ilustração: Silvia Falqueto/Flickr.com

Marido deixa microrrecados românticos ao lado do chuveiro, de vez em quando. Ele toma banho antes de mim. Compõe suas pequenas missivas usando aquelas letrinhas coloridas de EVA que grudam nos azulejos, deixadas ali pelas crianças em dia de ducha coletiva. Ele envia, eu recebo depois. O banheiro é a nossa caixa postal.

São recados curtos, de carinho imediato, mais breves que um tweet. Já não há tantas letrinhas disponíveis – o alfabeto de brinquedo, de tão antigo, foi se perdendo com o tempo. Quando eu os leio, ele já está longe, enfiado em reuniões e outras chatices corporativas. Gosto de imaginar que ele me imagina sorrindo nessa hora. Outro dia, um minimalista ‘super woman’ me aguardava no box ainda embaçado pelo vapor de seu banho, anunciando o bom dia. Percebi que o W era, na verdade, um M de ponta-cabeça. Aquele foi fácil de responder: tirei duas letras, W e O. Ficamos quites. Em outra ocasião, faltava um U à minha microfrase. Virei-me como pude, deixando coladinhos um L e um I. Criatividade e improviso, mais que tudo, deveriam constar como obrigações na certidão de casamento.

Nem sempre, porém, dá para ser lacônica. Eu, que estou mais para palavrosa, se pudesse, ocuparia o banheiro inteiro com meus bilhetes. Escreveria cartas com frente, verso e avesso. Que continuariam nas paredes do quarto, alcançariam o corredor, escorreriam pelas escadas e ganhariam o quintal. A super woman aqui é aprendiz na arte da concisão. E inveja no super man tal poder.

Há também os recadinhos escritos com lápis de olho no espelho, sobre a pia. Devidamente codificados, para que fiquem entre nós. Às vezes, apenas um ‘boa viagem’, ou uma força para aquele dia que, sabe-se, vai ser longo. Às vezes, em inglês, para ninguém em casa decifrar. A empregada não pode ser bilíngue.

Nenhum dos dois, no entanto, manda recado ao outro pelas letrinhas nos dias em que a casa cai. Nem mandando lamber sabão, tampouco pedindo desculpas. Não se lava roupa suja no chuveiro. Nossa caixa postal é protegida contra insultos, tem Blindex. Ali, só o lado A do casamento. Ali, só correio elegante.

Nota: quer ver o que veio depois deste? Aqui.

Anúncios

17 comentários sobre “Casamento

  1. Silmara,

    Pelo jeito, você e seu marido criaram o “box twitter”. 🙂 Mensagens curtas para tornar a experiência do banho ainda melhor!

    Seu texto é uma boa ilustração de que toda relação deve ser cultivada cotidianamente. E que há momentos e maneiras para expressar o lado bom do relacionamento, e também há momentos e maneiras (mais restritos e com o devido cuidado) para se tratar o lado negativo.

    Sempre é momento de bendizer alguém, de lembrar-lhe que é um ser humano especial.

    Curtir

  2. Recebí de Anabel, ou Bel do Deixoler, como ela é conhecida na blogosfera, um link para o seu texto. Lí, achei linda a idéia e no fundo fiquei achando que ela estava me cobrando algo parecido, e também que eu gostaria muito de manter com ela uma comunicação tão singela.
    Temos no entanto dois senões: 1. Não temos filhos para tomar emprestadas as letrinhas coloridas; 2. Tomamos banhos em banheiros diferentes, pois enquanto ela gosta de banho quente eu prefiro tomar banho em um banheiro alternativo onde conto com chuveiro forte e água fria.
    Porém nem tudo está perdido, pois entrei em contato com um Instituto de Pesquisas aqui em Ilhéus e estamos desenvolvendo um Projeto de Comunicação Interbanheiros, onde mensagens escritas na lousa de um banheiro aparecerão automaticamente na lousa do outro banheiro.
    É a tecnologia contribuindo para fortalecer laços e amores.

    Curtir

  3. Silmara, que texto mais lindo! Está difícil escolher as ‘letrinhas’ certas para postar esse comentário…e olha que tenho todas por aqui!!! quando a gente vê (ou, no caso, lê) que os casamentos têm muitos momentos românticos e lado A, fica mais fácil ser feliz.
    Viva o casamento e a literatura!
    bjs,
    Dinah

    Curtir

  4. Bom dia Silmara!
    Ontem mesmo consversava com uma amiga que está passando por uma separação muito dolorosa, onde o marido não cansa de insultá-la e menosprezá-la, ela disse que tem que se tomar muito cuidado durante o tempo que estamos casados pra não deixarmos o casamento ir morrendo aos poucos, pois qdo se dá conta só sobra coisas ruins…
    Eu suspirei no lado de cá do msn e pensei: graças a Deus meu casamento continua o mesmo namoro de 20 anos atrás: beijinhos, mãos dadas, poemas de amor, recadinhos, olhares de admiração, sono de conchinha, etc. Porque será que para a maioria dos casais isso é difícil? Será que é preguiça, acomodação, não faço idéia…
    Bijim
    Muito lindo o texto!

    Curtir

  5. Só agora me dei conta de como nossos bilhetes ficaram no passado… ainda bem que foram devidamente colados num caderno de recordações, junto com a passagem de ônibus do marido, que perdeu o ônibus no dia do noivado… junto também com o ingresso do show, que aconteceu um dia antes do dia que nos preparamos e saímos de casa animados … mancadas de ponteiro de relógio, ou de calendário e que depois da raiva momentânea viraram boas recordações, dessas que a gente conta pra rir das própria confusões… Agora, voltando aos bilhetes… vou pensar em preencher novamente as páginas onde não há mais nada colado…
    beijinho Sil… e parabéns pelo texto.
    ps. Dingo e Cristal estão bem, recado da Teca

    Curtir

  6. É tão bom quando conseguimos usar nossa criatividade banhada de amor para nos reinventarmos, não?
    Um simples bilhetinho de amor muda a vida do ser amado numa única palavra, num único gesto. E só precisa haver um amor q queira dar completude, que queira surpreender, que queira realmente AMAR em todas as situações.
    Eu ficaria horas falando sobre isso.
    Mas aqui, deixo minha admiração por essa forma de vcs!!! Lindo demais!!! E não tem preço imaginar suas cartas escorrendo pela casa, atingindo os vizinhos… rs rs.
    Um bj e boas letrinhas!!!
    PS.: a empregada pode ser curiosa e resolveu andar com um dicionário de inglês debaixo do braço!!!!

    Curtir

  7. Vou te contar um segredo (que agora não será mais segredo): Eu e a Si sempre tivemos isso tb. Vale batom no espelho, bilhetinhos debaixo do travesseiro e até corações desenhados na porta do box que só aparecerão no meio do banho com o vapor do chuveiro.
    Amores especiais que valem a pena viver! AMEI!!!

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s