Confissões de uma mulher apertada

Ilustração: Davi Sommerfeld/Flickr.com

Preciso ir. Não vou. Adio o momento com a garra do super-herói, a fé do cristão, a resistência do ativista. Não posso parar, preciso fazer o maior número de coisas no menor espaço de tempo. Nessa ingrata missão de vocação masoquista, não desperdiço um minuto sequer. Apesar de estar no conforto do lar, fico apertada. E não vou fazer xixi.

Com os anos, tornei-me insensível à súplica da bexiga repleta, implorando por alívio. Sem a devida atenção, ela dá um jeito de ser ouvida. Pressiona quem estiver à sua volta, faz lobby com outros órgãos. Causa dor e incômodo e, mesmo assim, eu me nego a atendê-la. As pernas, compadecidas, põem em curso um movimento solidário à vizinha oculta. Agitam-se. Até meus pés ficam sabendo. Todos os sinais para me comover são dados. Sem sucesso: não paro de ler o jornal para ir ao banheiro. Nem perco o filme, é a parte mais interessante. Não me levanto de madrugada, limito-me a torcer para que a bexiga pegue no sono. Tampouco interrompo a escrita em andamento, sob o risco imaginário de perder o fio da meada. Sou escrava da pressa. Refém da ansiedade. Algoz de mim mesma. Desafio meus limites, pago para ver. Comporto-me como criança – ainda que elas não sejam hábeis nesse tipo de contenção. Infantil é imaginar que o mundo não tolerará minha pausa. Pueril é minha noção de tempo, classificando de longo o breve tempo de ir ao toilette.

Xixi: líquido excedente que o corpo não vai precisar. Quem manda no negócio são os rins, gêmeos idênticos encarregados da triagem. Meu cérebro tem a aprender com eles. Exposto a tanta notícia, do amanhecer até o anoitecer, ele também poderia filtrar o excesso de informações que recebo, produzo e processo, diariamente. A cabeça, esvaziada, ficaria mais leve. Retida nela, apenas o que importa, o que vale a pena ficar. É sempre bom lembrar: infecção de urina pode ser tratada com antibiótico. Ideias infeccionadas, não.

About these ads

7 comentários sobre “Confissões de uma mulher apertada

  1. qua quara qua qua ,de novo! essa graça aí me deu de presente alguns cálculos nos rins e algumas infecções , tomei vergonha e descobri o prazer de fazer xixi e nunca mais produzir pedras, pensei assim: ” tanta coisa boa p/ fazer com esse corpinho e/ eu vou fazer pedras!?!?!! nunca mais!isso tem dez anos , e agora vivo em paz eu e meu copo dágua.

    Gostar

  2. Na faculdade, tinha o apelido de “incontinência urinária”. Hoje, tenho TOC: xixi só depois do pedido lançado, do relatório conferido, do ensaio acabado, do texto lido.

    Melhor voltar aos tempos da incontinência. E aplicá-la a outros setores do corpo. Vai que consigo me desfazer das tais ideias doloridas por aqui.

    Gostar

  3. Adorei esse fim.
    Que dó, já fui assim com minha bexiga, hoje não mais. Não seguro xixi, nem a pau, e por isso não bebo em viagens, pois me acostumei a não guardar isso.
    Mas tenho revistas, caneta no banheiro, bem na minha frente, não posso perder, também, meu tempo.
    Preciso ler, saber coisas, anotar.

    Prazer, tá aqui outra doida…

    Gostar

  4. Oi Sil,

    bem, eu não consigo segurar tanto tempo o xixi, quando aperta vou logo, porque fico incomodada… acho que isso é reflexo da educação de criança, fazer xixi antes de tudo, de sair, de dormir, de ir ao cinema e assim vai kkk

    bjs

    Gostar

  5. É mesmo amiga, e agora… em tempos de mentiras e promessas, nosso cérebro já recebe o “xixi” pronto, nosso cérebro-rim nem tem muito trabalho, só dar um comando simples para a mão desligar a TV…
    boa semana Sil
    beijinhos
    Josi, Edno, Bea, Théo, Dingo e Cristal….

    Gostar

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s