De panelas e pressões

arte: Johanna Kindvall

Enquanto lavo a louça do almoço, vejo meu rosto refletido na tampa da panela de pressão. No convexo espelhado, detecto olheiras que não existiam na pré-pandemia. Leio no alumínio: “Clock”. E esse relógio do planeta, que amalucou geral? Para uns, o tic-tac estancou. Para outros, disparou. Para mim, os dois. Envelheci cinco anos em cinco meses. E ainda espero pelo feliz ano novo.

É tanta panela de pressão que explode, leio nos jornais. Sempre tive medo de elas levarem pelos ares minha casa, meus filhos, meus gatos, meus feijões. No planeta azul, a pandemia explodiu, espalhando coronavírus pelos ares. Cozinhar e viver, não parece, mas é perigoso.

E a primeira pandemia a gente não esquece. Fique em casa. Use máscara. Lave a mão. Tire o sapato. Fecha comércio. Abre comércio. Tome cloroquina. Não tome. Pare de contar os mortos. Não pare. Espere a vacina. Não espere. Vá para a escola. Não vá. Ai de mim. Tem dia que eu só queria ser um feijão.

Ensaboo a tampa, invento espuma. Quero brincar de “espelho, espelho meu”. Mas estou pelas tampas com a quarentena. E com tempo de sobra para a louça. Na minha pia não tem pressão, baby.

O quê, dessa cilada sanitária, a gente ainda não sabe, e deveria? O que os livros de História dos filhos dos meus filhos contarão sobre 2020? No ombro de quem Deus chora? Boto tampa e panela no escorredor, para secar. Para o jantar, vou fazer sopa de perguntas com as letrinhas que sobrarem.

Tenho a impressão que este planeta é um imenso caldeirão, a cozinhar lentamente a humanidade. Que nunca fica pronta.

4 comentários em “De panelas e pressões

  1. Querida Franco… amanheci com saudades de você e me lembrei que hoje era dia de fio, frio e crônica. Se eu fosse deus, por um segundo, colocaria o planeta Terra nessa clock e não desligaria, deixaria queimar… quem sabe o resultado não seria algo bom? rs rs
    Beijo de frio na Bela Vista.
    PS.: seu texto está cada dia melhor!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Querida! Acabei de postar no FB… Mas fique sempre à vontade, não me espere, não 💙🌺 Obrigada! Saudade, aquela.

      Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s