Hoje não tem, mas tem.

Caros leitores

Hoje não tem crônica nova. Na minha página no Facebook, repostei o link para outro texto, publicado aqui em 2010: Carta para a amiga que foi embora. Essa carta já foi vista quase dez mil vezes (é o segundo post mais lido do blog). Gosto de imaginar que é ela, do lado de lá, que fica relendo… 

Trechinho:

(…) Recebi a notícia dias depois. Sua mãe contou para minha irmã. Que falou para o meu marido. Que me contou. Lembrei de nós duas no pátio da escola, trinta e tantos anos atrás, brincando de telefone sem fio. A graça era quando o último entendia um absurdo qualquer, diferente do que o primeiro havia falado. Naquele dia, eu fui a menina da ponta. E entendi certo. Não valeu. (…)

Beijos e até sexta!

Silmara

Anúncios

Um comentário sobre “Hoje não tem, mas tem.

  1. Quando presencio algum evento de arte, não costumo bater palmas…Não gosto das palmas! Se o que vi não me agrada, não há porque aplaudir…Se me agrada, então, fico em estado de graça e qualquer ruído pode quebrar o encanto…e as palmas só fazem atrapalhar…Assim , só o silêncio exprime o que sinto.Diante da sua crônica me mantenho em ABSOLUTO silêncio!

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s