Pronta para o verão?

Ilustração: Pin-up with sun hat, Freeman Elliot

Começou. Nos outdoors, anúncios de revista, comerciais de TV, alguém ordena: preciso me preparar para o verão. Por aqui, ele só dará o ar da graça em três meses. É como se a primavera, que acaba de tocar a campainha no hemisfério sul, com sua inabalável força renovadora, fosse coadjuvante em um espetáculo onde a única celebridade é o verão.

Em doze semanas eu não consigo definir nem o que quero da vida, quanto mais glúteos, bíceps, tríceps, abdome. Até parece que o que levou um ano (ou mais) para se instalar no meu corpo, sob minha permissão, estará disposto a ir embora assim, em noventa dias.

Eu me preparei para o vestibular. Para a primeira entrevista de emprego. Para encarar uma demissão. Para ter filhos (e me preparo para isso dia após dia). Para perder minha mãe. Eu me preparo para viajar, jantar fora, tomar injeção. Mas preparação para estação vindoura, sinceramente. Isso é lá com os ursos, formigas, cigarras. Eu que não vou dar trela.

Sou obra em progresso, nunca estarei pronta. Na melhor das hipóteses, equipada para dançar conforme a música: câmera fotográfica nas mãos para primavera e outono, ar-condicionado para o verão, botas de cano longo para o curto inverno tropical. No mais, permaneço em construção, desde que nasci até o último dos meus dias. Que cairá, quem sabe, num solstício de verão ou equinócio de outono.

Vida não tem colação de grau, nem formatura. É a coleção de estações vividas, uma após a outra, em seu eterno compasso de brotar, florir, morrer, que deixa a gente razoavelmente preparada para o ato de viver. Ainda assim, é bom que se diga: não há garantias.

Ao contrário do que deveria ser, não é a brisa da primavera que nos acaricia agora. O que nos derruba, daqui até o Natal, é o vendaval de apelos para ficar bonitona, gostosona, tudo ona. Inclusive bobona. É o externo premiado. No entanto, não é só disso que se faz um verão. Até andorinha sabe.

Chegará o dia em que outdoors, anúncios e comerciais noticiarão cada estação do ano com a mesma pompa e devida circunstância, pedindo de nós só o que é possível lhes dar.

Os que viverem, verão.

About these ads

10 responses to “Pronta para o verão?

  • marisa

    Silmara, infelizmente não sei se “Chegará o dia em que outdoors, anúncios e comerciais noticiarão cada estação do ano com a mesma pompa e devida circunstância, pedindo de nós só o que é possível lhes dar”, mas é possível e até necessário nós mesmas noticiarmo-nos isto, para não perdermos a possibilidade de aproveitar cada primavera de nossas vidas. Senão, o que será de nós com o passar da idade e as rugas e flacidez que irão surgindo???
    Teus textos são sempre maravilhosos… parabéns!
    Marisa

    Curtir

  • Dude Costa

    Silmara…Você é demais!Consegue sintetizar em linhas o que vai em nossos corações!!!Ando cansada da mesmice que anda esse mundo,obrigação de ser linda ,bem sucedida e por aí vai…Eu quero é ser feliz,isso sim!Beijo.

    http://infinieacessorios.blogspot.com/

    Curtir

  • paula mello

    O meu moreno-office não me deixa mentir: verão não é a minha praia e nunca será.
    Prefiro as tardes indolentes e vermelhas de outono, quando as frutas invadem o meu quintal e deixam tudo perfumado, quando os passarinhos resolvem se abrigar e construir seus ninhos nas minhas árvores.
    Tem a ver com essa coisa de raiz mesmo. Eu me sinto plantada no chão, do mesmo jeito que o meu pé de mexerica.
    Mas com a cabeça nas alturas, como sempre, sonhando que um dia a primavera e suas flores também seja eterna.
    Ou será que já não é bem lá dentro do nosso coração?
    Cada um faz a sua escolha e para mim, os que viverem, outono.

    beijos cálidos!

    Curtir

  • Renata Bartel

    Nem preciso dizer que ADOREI!
    Adoro seus textos.

    Bjos
    Renata

    Curtir

  • Rose Hashinaga D'Arce

    Sil,

    Parece brincadeira, mas mais uma vez seu post está totalmente sincronizado com as minhas emoções ….
    … não exatamente por conta da preparação para o verão, mas a questão de não estarmos prontos, de estarmos em construção até o último dia de nossas vidas ….
    … de aproveitar cada emoção, de cada momento, até o último suspiro …

    Beijão,
    Rose

    Curtir

  • Simone Huck

    Adoro te ler, amiga! E adorei o “sempre em construção”… É como me sinto: inacabada, em constante transformação. Repudio o que é estático. Vivamos, exatamente com essa “roupa corporal” que nos demos. Bjs sempre admirados!! Sua leitora, S.

    Curtir

  • Nara

    “Chegará o dia em que esquinas, anúncios e comerciais anunciarão cada novo livro seu com toda pompa…” Quem viver, verá!

    Curtir

  • Bel

    Ah, onde tem a linha pra assinar embaixo?
    Adoro qdo alguém consegue dizer exatamente o q eu penso… e vc tem esse dom! hahaha Acho até q há uma certa telepatia entre nós pq ontem mesmo falei sobre isso. o povo nem aproveitá a primaver, tão linda, só pensando no verão… q parece servir apenas como vitrine de exibição de corpos perfeitos e sarados!
    Claro q quero ficar lindóia, mas PRA MIM, e não “para o verão”!!!

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 265 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: