Do quê que é?

Ilustração: Alanna Risse/Flickr.com

Eu que não serviria para trabalhar em lanchonete. Não me assusta ficar oito horas em pé, espremer laranjas, lavar copos. O desafio é passar o dia explicando do quê são os salgados. É raro ver legendas nas vitrines. Imagine repetir, duzentas vezes, que o enroladinho é de presunto. Só pão de queijo dispensa apresentação, é quitute com RG à mostra.

Nunca encontrei alguém que descrevesse os sabores das iguarias com paciência e boa vontade. Deve-se ir direto ao assunto, se não quiser despertar a cólera do atendente: “Quero aquele ali”. E contar com a sorte, como numa loteria. Saber administrar o prêmio, se for o caso. Ou então, lançar o pedido pá-pum: “Um pão de batata com requeijão, por favor”. A resposta é a solução: “Acabou. Só tem de frango”. A situação se agrava quando se trata dos doces, bem mais complexos em suas composições.

Miro a bandeja dos croissants, o lugar faz uns fantásticos. Gêmeos múltiplos e idênticos, não fosse metade estar organizada de um lado, metade do outro. Alguma diferença há de ter. Na tentativa de adivinhar o sexo de cada um, espicho os olhos por cima do balcão; a vista aérea costuma ajudar. Mudo o foco, ativo o terceiro olho, tiro no tarô. Nenhuma evidência. O jeito é perguntar. Responde o dragão verde-fel, cuspindo fogo, enquanto aponta as extremidades da bandeja: “Peito de peru”. “Catupiry”. Opto pelo segundo. Primeira mordida, eca. Dragões também se confundem. Empunho meu escudo antichama e reclamo. Troca feita, outra abocanhada e… surpresa: nem uma coisa, nem outra. É de pizza. Fico bem quietinha. Eu, hein.

About these ads

4 responses to “Do quê que é?

  • Laély

    Santa paciência, Batman! rs
    Mas eu sempre considero nossa primeira vez( também, na escolha do local para comer), como uma loteria. A gente torce pra dar certo, mas sabe que pode quebrar a cara. rs
    (Acho que devem estar de marcação comigo: 6° dia de dieta e só tô vendo comida engordativa pela frente! rs)

  • Josi Stanger

    Oi Sil… outro dia, num supermercado, resolvemos fazer um lanche com as crianças, antes de começar as comprar… sabe, fazer compras com fome é gasto na certa, mas ficou na mesma porque o gasto a mais ficou por conta da lanchonete… mas uma coisa me intrigou, além da grande variedade que acaba por atrapalhar as escolhas… é que a vitrine dos salgados tem um vidro curvo… e olhávamos os salgados bem iluminados e deliciosamente crocantes, escolhemos, mas quando a atendente os colocou nos pratinhos…!… eles ficaram menores!!… ilusão de ótica, efeito do vidro curvo da vitrine? ou são meus olhos? reclamar como? reclamar do que?… a solução foi pedir dois e aplacar a fome que aumentava conforme o tempo de escolha passava…
    Beijinho Sil!

  • arianna

    Hehehehehehe… eu tenho que perguntar sempre! Ser vegetariana não é fácil, nem prá mim nem prôs outros. Esboço um sorriso grande e pergunto. Também se ninguém gosta de explicar trocentas vezes ao dia, que ponham crachás explicando o que são as guloseimas que nos assaltam os olhos. Comprei um pão belíssimo noutro dia e, quando cheguei em casa, descobri que vinha recheado com presunto. Que decepção! Não tenho visão raio X, nem bola de cristal. Não fiquei nada feliz.

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 214 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: