O peso do tempo

Era hábito: parar nas farmácias perto de casa e me pesar nas enormes balanças. Aquelas, antigas. Aferição sem compromisso, meus (poucos) quilos de criança não importavam. Em jogo, apenas o ritual. A parada era o imprevisto, previsto no meio do caminho para comprar o pão do lanche da tarde, o papel almaço para a lição, o bife do jantar. Pousar na balança significava congelar o tempo por um instante, enquanto a rua e sua gente mantinham o ritmo do lado de fora da farmácia. Ao descer da balança, me esquecia do que o ponteiro havia dito e retomava meu passo na coreografia bem ensaiada do dia. O bairro tinha seu balé.

Toda farmácia que se prezava instalava sua balança de propósito perto da porta. Era o convite, a desculpa, o pretexto para entrar. Todos eram bem-vindos, mesmo quem não estava atrás de comprimido para dor de cabeça, injeção, pomada para queimadura. Nas balanças, vi meu peso crescer através das décadas e das dezenas. Trinta, quarenta, cinquenta quilos. Encostei nos setenta, nas vezes em que havia outra pessoa dentro de mim.

As balanças de hoje não convidam mais ninguém a entrar nas farmácias. Encolheram, esconderam-se, são eletrônicas, precisam de tomadas, pedem moedinhas para ver se o peso está de acordo com a altura. As antigas não queriam nada de nós, além da breve companhia. Quem é que tinha ouvido falar em IMC?

Perdi o hábito de entrar nas farmácias só para me pesar. Agora vou atrás de xampus, cremes e até remédios. Vez por outra, quando a balança está ao lado do caixa, verifico os quilos enquanto aguardo o troco. Mas eles continuam sem tanta importância, meu termômetro é a roupa. Reparei que as lembranças, estas sim, valem quanto pesam. E que o peso do tempo é a medida da saudade.

About these ads

5 responses to “O peso do tempo

  • SAUDE E PROSPERIDADE

    OND E FALA DE DINHEIRO JÁ ESTOU EU…ESTOU APRENDENDOA ECONOMIZAR, VAI LÁ …PARA APRENDER E OU ME AJUDAR,ADOREI SEUS TEXTOS

  • Albuq

    adoro subir em balanças até hoje kkkk e concordo “E que o peso do tempo é a medida da saudade”.

    bjs

  • Bel

    Sil, eu ia comentar exatamente sobre a frase final, como fez o Felipoca… Pra mim, que moro longe dos queridos (os filhos), posso dizer que meu tempo está enorme de gordo, quase explodindo que nem a Dona Redonda de Saramandaia (é do seu tempo???)

    Beijo grande, querida, bom final de semana!

  • Isabella

    Acho que somos amigas nas saudades também.
    Digo e repito: Amo vc!

  • Felipoca

    Acho irritante aquelas balanças que falam e cobram para pesar… Sempre tive esse hábito de subir nas balanças tb…rs

    Agora essa frase “…o peso do tempo é a medida da saudade”….. sensacional! ás vezes o tempo é bem pequeno, mas comeu tanto nesse período que ficou gordinho, fazendo com que a saudade seja enooorme…

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 214 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: