Poesia de vento

Ilustração: Kathryn Harper/Flickr.com

.

Escrevi uma letra para a música que o vento fez

Quando anunciou a chuva de ontem.

Gravei meu quintal chovido em sonho

Para o dia que ele não for mais quintal de ninguém.

***

Estudei fora e dentro de mim

Só não fiz dever de casa

Eu nada devia.

***

Ganhei de aniversário uma vida, mas ficou pequena

Troquei por outra, dois números maior.

***

Fotografei o cheiro do feijão no fogo

Passei perfume na flor sem cor

Desenhei a risada da minha filha num papel de pão

Aqueci a foto da minha mãe no peito

(Ou foi ela que me aqueceu)

Deitei-me no colo do meu filho

Chamei-o de pai

Ele riu

Sabe que já foi meu pai.

***

Beijei o passado, namorei o futuro

Casei-me com o presente.

Formei-me cedo, tive filhos tarde.

Não vi a hora de ser feliz.

***

Entrei no Messenger, Deus não estava on-line.

Atendi o telefone, era eu mesma

E não era engano.

***

Fiz sopa de palavras no jantar

Estava com tanta pressa

Esqueci de por os pontos finais.

***

À meia-noite, fingi que dormia

E deixei a Cuca me pegar.

About these ads

8 responses to “Poesia de vento

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 214 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: