A maldição da meia branca

Foto: Elena Pleskevich/Flickr.com

Se fosse eleita presidente do país, minha primeira medida não visaria a geração de empregos. Tampouco a proteção ao meio ambiente. Combate ao tráfico, muito menos. Disso tudo, há quem cuide. A primeira ação do meu governo seria um decreto-lei que, se por um lado soasse tirano, por outro beneficiaria milhões de mães e domésticas desesperadas: a proibição da fabricação e comercialização de meias brancas em todo território nacional.

O leitor perguntar-se-á sobre os motivos de tão dura determinação. A resposta pode não parecer óbvia a todos, exceto ao grupo dos ‘beneficiados’: torná-las alvas novamente, durante a lavagem, é tarefa medieval e desumana. Impossível, para ser honesta. Sobretudo, quando seus donos são crianças e adolescentes – a verdadeira razão do decreto-lei. É meia lustrando o assoalho da sala, meia correndo atrás do cachorro no jardim, meia na terra. Festinha em buffet só dá criança de meia (aliás, os pais poderiam inovar na lembrancinha do final, colocando no pacotinho, além de balas e doces, um par de meias novas).

Com meia branca é assim: você abre a embalagem, admira sua indefectível brancura e lhe dá adeus. Será a primeira e última vez que você a verá assim. Depois de um dia dentro – ou fora – dos tênis, ela seguirá para o tanque e jamais será a mesma. Quando retornar à gaveta, ela não passará de um trapo encardido e imprestável. Amarelado, na melhor das hipóteses. Porque não há, no universo, lavadora automática, alvejante, sabão em pó ou muque capaz de remover toda sorte de resíduos que se instalarão, cruel e definitivamente, em suas tramas.

Desconfio que, nos últimos anos, o salário das empregadas domésticas conquistou um reajuste acima da inflação por conta delas, as meias brancas. A patroa entrevista uma candidata, apresenta-lhe a casa de oitocentos metros quadrados, as quatro suítes, os três filhos entre seis e doze anos, os dois cães, o quintal, as varandas, o mezanino, a edícula, a garagem. Nada a assusta. Já trabalhou em casas maiores, até. Avisa que são dois ônibus para ir, dois para voltar. A candidata a patroa oferece um bom salário, carteira assinada, férias, FGTS e coisa e tal. A negociação prossegue bem, até que é lançada a pergunta fatal:

– Que cor de meia seus meninos usam?

A futura patroa engasga, desvia o olhar e diz que eles gostam de meias brancas, sabe como é. Numa tentativa de tranquilizá-la, ressalta que algumas têm estampas, não é toooda branca. Mas, diante da expressão da candidata, resigna-se e oferece-lhe trinta por cento a mais. Uma cesta básica. E diz que na sexta ela pode fazer meio período. “Aceita um cafezinho?”

Se a medida vingasse, talvez fosse o caso de estender a proibição também a todas as meias de cores claras. Acabaria essa história de meia azul-bebê, cor de gelo, bege – todas elas com efemeridade semelhante às brancas. Nas prateleiras, apenas tons escuros como azul marinho, cinza chumbo, verde musgo. A fabricação de meias pretas, inclusive, contaria com um atraente incentivo fiscal. Repare quantos benefícios numa tacada só.

Até posso ver: a medida seria tão bem aceita pela população, que se poderia pensar na sua aplicação em outras áreas. Uniformes escolares, por exemplo. Alguém sabe o que é desencardir uma camiseta branca depois de uma tarde no parquinho ou na quadra da escola? Francamente.

About these ads

16 responses to “A maldição da meia branca

  • marluce de vasconcelos

    tô co cê! lá em casa foram abolidas há algum tempo, mas ás vezes alguem compra e eu aviso : se usar, vai lavar!

    Curtir

    • Bruno

      Tá certo Marluce ! fazes bem ! meias brancas são uma merda ! hehehe mas e você ? que cor de meia prefere ? gostas de meias pretas ?
      eu acho o máximo mulher que curte meias pretas e usa direto ! hehe bjs

      Curtir

  • Bruno

    Silmara, você neste tópico que se fosse eleita Presidente do Brasil excluiria as meias brancas da face da terra ! agora temos uma mulher presidente que assumirá em 1° de janeiro !!!
    hehhehe
    será que ela concorda com você ? tipo é elegante só usa sapato preto com meias pretas ? ou é uma Michael Jackson da vida, que anda sempre de sapatos sociais pretos e meias brancas esportivas ?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  • Bruno

    sem contar que além de ser uma cor nada haver com o sapato e a calça que ela usava, ela usou meia branca grossa de usar com tênis com roupa social !!! patético ! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  • Bruno

    Hoje vi uma mulher de terno preto, blusa preta, calça social preta, sapatos pretos e meias brancas ! que horror a meia branca ridícula destruiu com o visual ! kkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  • Bruno

    concordo ! abaixo as meias brancas ! usem meias pretas são muito mais lindas e tão sempre com aparência de limpa ! hehehe

    Curtir

  • Rosana Tibúrcio

    A minha birra com meias brancas tem mais um probleminha: e os prendedores brancos que ficam logo encardidos? Porque, fala sério, há que se combinar prendedor com cor de roupa.
    Pelo menos pra mim.
    Abaixo o branco!! rs

    Curtir

  • Laély

    Ai! Ia falar justamente sobre o (mau) costume masculino de andar de meias brancas( horrorosas), o que pode ser capaz de acabar com uma reputação; mas já apareceu o Eduardo, logo acima, pra me lembrar que existem as exceções( Ufa! Nem udo está perdido!).

    Curtir

  • Rafa

    Por que será que, enquanto lia, só pensava: “Que legal, nunca mais veria alguém sapato, calça social e meia branca! Um pavor a menos na minha vida!”

    Curtir

  • Daniele

    Me compadeço de sua dor.

    Dias atrás, liguei para a empresa, fabricante DAQUELE produto que tira todas as manchas e reclamei… não tirou a mancha seca de achocolatado da camisa BRANCA da escola.

    Disseram que não segui o procedimento correto e me mandaram uma amostra grátis. NÃO SAIU A MANCHA, a atendente riu e falou “é, mas criança é fogo né?”

    aiaiaia!

    Curtir

  • Fabiana Ius

    Oi Silmara!
    Tava em atraso com as suas crônicas. Hoje li 3 de uma só vez antes de começar o meu dia. Coisa boa!
    Bjs

    Curtir

  • paula mello

    Hahahaha!! E eu que tenho três???? Faço o quê???

    Tens meu voto também. Vc vai ser a melhor presidente deste país, vai contando os votos aí, e proponho a campanha: “Silmara Presidente – Sem Dinheiro na Meia” – por que as meias estão abolidas e proibidas a partir de hoje!!!

    Uma semana iluminada!

    Curtir

  • Camila

    O mais impressionante é que eu estou usando meias brancas e hoje faço meu título haha.

    Beijo, Sil!

    Camila
    ilimitada-mente.blogspot.com

    Curtir

  • Josi

    SIL!!
    tem o meu voto também!
    eu já desisti de desencardir, até coloquei a Bea uma vez para esfregar suas meias brancas, mas nem assim ela perdeu a mania de andar de meias pela casa! Então, chega!… não fico ralando meus dedos no tanque…
    beijinhos Sil e boa semana!

    Curtir

  • Tati

    Já tem o meu voto, ainda mais depois que estendeu aos uniformes escolares! Apoiadíssima! Precisa de assessores de campanha?
    Beijos.

    Curtir

  • Eduardo Coelho

    Apoiado. No seu texto você menciona crianças. Pior são os adultos que cismam usar meia branca com qualquer coisa que não seja tênis de ginástica. Péssimo.

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 245 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: