Teste: saiba tudo sobre qualquer coisa

Não sei o que seria de mim sem os testes das revistas e sites femininos.

Sem eles, eu jamais seria capaz de saber se tenho “conexão emocional” com o meu parceiro. Ou então, qual é o meu estilo. Se consigo reconhecer uma colega traíra. Com qual das quatro personagens de Sex and the city eu pareço. Se sei a idade real da minha pele e por qual deusa sou regida. Qual é minha verdadeira personalidade sexual: “promissora, tradicional, romântica, cerebral, carnal ou impetuosa” (eu nem imaginava que existiam tantas categorias; achava que a coisa era bem mais simples). Se sei administrar meu tempo. Embora para quem se disponha a respondê-los a resposta é simples: não.

Minha vida mudou depois que descobri: estou mais para Jennifer Aniston do que para Angelina Jolie. Difícil foi convencer o marido. A vida ficou também infinitamente mais fácil. Posso responder os testes online, o que me poupa de comprar e rabiscar a revista. Ou então, ter que arranjar um papel na bolsa para anotar as respostas, quando a revista não é minha, mas do cabeleireiro. Sem falar que algumas tabulações só podem ser feitas com a ajuda de uma planilha do Excel, dada a complexidade das orientações (“Marque um ponto para a questão número 1, se a resposta for ‘a’; dois pontos se for ‘b’…). No site, não é preciso fazer nada disso, o veredito é automático. Sorte minha, que nunca fui chegada a fazer conta.

O único problema é quando nenhuma das alternativas representa, nem de perto, a minha resposta. Desisto de continuar o teste, já que o resultado pode ficar prejudicado. Tenho medo de ficar sem saber quem eu sou. Deus me livre não poder afirmar, com exatidão, se sou uma gata selvagem ou uma princesa romântica. Não saberia conviver com essa dúvida.

Foi uma amiga que contou. O resultado do teste da revista a que ela se submetera fora bem claro: era mais do que hora de reivindicar uma promoção no trabalho. Decidida, marcou uma reunião com o chefe. Segunda-feira, quatro da tarde. Depois de quinze minutos, deixou a sala, cabisbaixa. Não só não faturou a promoção, como acabou sendo transferida para um setor que ela detestava. Faltara-lhe um cuidado básico: ter feito outro teste antes, para saber que tipo de chefe era o seu.

About these ads

10 responses to “Teste: saiba tudo sobre qualquer coisa

  • walmir

    qUem nUnCa feZ Um teSTe deSsEs?!Como tudo na vida temos que ter sensibilidade pra saber como usá-los…rs.Muito bom!!!Até mais.Abração!!!

    Curtir

  • Rafa

    MUITO BOM!!!

    Ainda mais porque percebi um erro grave em mim: quando não encontro a alternativa perfeita, chuto na que mais se aproxima. Só pode ser esse o motivo de algumas coisas terem dado errado!

    Curtir

  • Brunno

    Olá, Sil.

    Parabéns por mais esse post. (A propósito, parabéns também pelo novo layout. Fiquei uns dias sem passar por aqui, e foi boa a surpresa. Mas devo dizer-lhe a verdade: seus textos ainda continuam melhores).

    Esses testes são mesmo complicados. Creio que, no máximo, dão algumas pistas, ou ajudam-nos a refletir sobre determinados aspectos de nossos comportamentos. Mas nada substitui a tarefa (às vezes árdua) do autoconhecimento.

    Beijos,
    Brunno.

    Curtir

  • Laély

    ha, ha!
    Será que você se dá ao trabalho de responder, mesmo?!…
    Eu, tenho uma pergunta, que nunca consegui resposta: como algumas revistas femininas, dessas que fazem esses testes para classificar nosso comportamento sexual, conseguem falar sempre do mesmo assunto, sem nunca esgotar?!
    Google responde? Pelo menos, uma utilidade para ele: ajudar-me a responder as infinitas perguntas do caçula. Quando canso, peço ajuda aos universitários…do Google.

    Curtir

  • Matheus

    Muito legal esse novo Layout, Silmara! Mas… Onde você arruma essas fotos tão boas para título? Coloque um comentário no meu blog respondendo.

    Obrigado,Matheus

    Curtir

  • Ana Paula Monteiro

    Sil,
    vc mudou o layout do blog. Ficou muito bacana. Adorei.
    Bjs.

    Curtir

  • Tati

    Estes testes sempre me deixam mais confusa. Entro em crise existencial e sinto-me um E.T., por que não consigo me inserir nas respostas. E se roubo e vou nos resultados para ver qual parece mais comigo, aí que fico mais confusa… Por que pareço com quase todas, só depende do dia e da hora… Mas ainda assim eu adooooro!!! kkk

    Curtir

  • cris prado

    Olá querida!!! Que dia lindo aqui em Sampa!!!!
    Sil,
    Os testes a que vc se refere, pelo menos, não tem a pretensão de serem sérios, né?
    O que não podemos dizer dos testes vocacionais, que custam tão caro, para darem respostas como… “você está apto a exercer as funções de médico, advogado, professor, etc, etc. Sempre levando em conta, seus traços genéticos + personalidade + ambiente em que vive”.
    Quase não ficamos com dúvidas depois disso, né??? (rsrsrs)
    Bom fim de semana!!!
    bjs

    Curtir

  • Marga Dambrowski

    Clapclapclap!
    Meus aplausos pra você!

    Curtir

  • Bel

    hahahahahaha
    E pra mim, os piores são os que remetem à minha própria pessoa: o dia em que eu nasci, o signo, a hora, seilámaisoque. NADA d´certo comigo. Acho que isso é um sinal: A voz do além me diz: NUNCA MAIS GASTE SEU PRECIOSO TEMPO FAZENDO ISSO!!!
    hahahahaha

    Beijinho, flor! Boa sexta!

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 259 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: