A resposta do Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe que apareceu aqui outro dia, lá em seu planeta que não é mais tão miúdo, recebe emails. E, em meio aos seus baobás, rosas, raposas e corcéis, os responde.

“Silmara

Demorei a escrever pela necessidade de encontrar as palavras certas. Ainda não sei se as encontrei. Quando abri a sua crônica e comecei a ler, fiquei emocionado. Emocionado porque sei que o Corcel continuou conduzindo o pequeno príncipe até depois de sua mocidade. Emocionado porque sei que foi montado naquele Corcel que o pequeno príncipe viveu sua juventude, percorreu o mundo e desfilou com sua princesa até tornarem-se rei e rainha. Emocionado porque sei que, apesar de necessária, foi dolorosa a dor da separação entre o Corcel que já carregava as marcas do tempo e o pequeno príncipe, não mais “pequeno”, nem mais “príncipe”, que escondia as lágrimas. Por fim, fiquei um longo tempo pensando como, sem ter a menor ideia ou intenção, pessoas influenciam umas às outras para o resto de suas vidas. Não tinha a menor ideia de que tinha uma ex-colega de escola que escrevia tão bem. Sou muito grato a você por conduzir-me por alguns instantes ao terno mundo mágico do passado e da fantasia.

Bjs”

About these ads

8 responses to “A resposta do Pequeno Príncipe

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 265 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: