As pessoas

Ilustração:Amy-Wong.com/Flickr.com

Pessoa-livro. Cada dia com ela é uma página: a gente vai descobrindo a história aos poucos. E no capítulo final, das três, uma: ou a gente entendeu tudo, ou não entendeu nada, ou pensa que entendeu. Aí, só mesmo lendo tudo de novo. É quando o casamento se faz necessário, que é para ler um pouco por dia. Tem as pessoas que, de tanto que já escreveram, viraram livros de fato: Você já leu Drummond? Tem a pessoa-prosa: ela vai contando as coisas e você fica lá até o fim, deliciado. E tem a pessoa-verso: vive rimando os acontecimentos da vida, dando a tudo um sentido especial.

Pessoa-música. Umas, a gente ouve uma única vez e já está bom. Outras, a gente quer ouvir sempre, decorar a letra, traduzir, fazer versão. Tem aquela que a gente descobre por acaso, se apaixona, e passa o resto da vida tentando por no iPod. Tem as que desafinam, e as que são capazes das notas mais impossíveis. No céu de todas elas, repare, há sempre uma clave de sol brilhando.

Pessoa-quadro. Estas aqui são como as pinturas dos grandes mestres: você não se cansa de admirar. Cada vez que as vê, repara num detalhe que não tinha visto da última vez. Algumas dão até vontade de roubar. Só para pendurar na sala. Outras – gostem ou não do traço, da técnica, do tema – não morrem jamais. Ficam eternizadas na memória. Pena que, para algumas, a gente só dê valor quando elas desaparecem.

Pessoa-arte-abstrata. Quanto mais você a observa, menos a entende. Mesmo assim, ela atrai o seu olhar. Você não sabe qual é a dela, nem para quê ela serve, muito menos o que ela quer com você. Uma incógnita.

Pessoa-escultura. Não adianta: você tem que tocá-la. Descobrir do quê é feita, conferir as formas, saber se é macia, áspera, fria ou quente. Se pulsa ou se é inerte. Às vezes, é preciso olhá-la de todos os ângulos para compreender-lhe as  dimensões. É o tipo de pessoa que a gente deseja carregar nos braços de vez em quando.

Pessoa-filme. A pré-estreia dela são os minutos anteriores ao seu nascimento: só gente especial pode assistir. Depois, quando ela entra em cartaz, todo mundo pode acompanhar o desenrolar da história. Que pode ser de amor ou não. Pode ser triste, pode ser alegre. Pode ter aventura ou ser um drama. Às vezes, comédia. Mas que fique claro: ninguém faz cinema por acaso. Tem as pessoas que são como os filmes antigos, clássicos. Essas nunca saem de moda. E todo mundo deveria assisti-las de vez em quando. Elas têm um bocado a ensinar.

About these ads

10 respostas para “As pessoas

  • Bel

    Fantástico! Sabe o que percebi? Que você só categorizou pessoas positivamente. Isso diz muito sobre você… Quem prefere enxergar o positivo, vive muito melhor! ;)

    Ah, você podia ME fazer um favor enorme? No feed do seu blog só aparece o primeiro parágrafo. Please, configure para aparecer o post completo… quem correr feito louca, como eu, nem sempre consegue ir a cada blog para ler… e assim termino às vezes perdendo de ler muita coisa boa. Agradeço muito se você puder fazer isso!

    Bjooo e boa semana!

    Curtir

  • Layla Barlavento

    Esqueci do www!

    Beijos sempre
    Layla
    culpadowalter.blogspot.com

    Curtir

  • Layla Barlavento

    Passei aqui novamente só pra ver se conseguimos enganar o wordpress. rsrsrsrs.
    Obrigada pelo carinho de sempre!

    Beijos na alma
    Layla Barlavento
    culpadowalter.blogspot.com

    Curtir

  • Laély

    Você, é como um bom livro: diverte, ensina, faz refletir, emociona…daquele tipo que a gente sai grifando os parágrafos que mais gostamos para poder reler, sempre que desejarmos.

    Curtir

  • Taffarel brant

    Sil, querida.
    As pessoas-livros e filmes são as que mais me conquistam.
    de fato!

    abraços!

    Curtir

  • Camila

    Sil, posso te dar uma classificação diferente dessas? Apesar de ter de tudo um pouco das que você escreveu, eu acho que você é a pessoa-dança. A diferença é que ao invés de você usar o corpo para dar harmonia, movimento, sequencia e expressão você usa as palavras. Que vão se ligando e seguindo o compasso da sensibilidade, da beleza, do carinho e do amor. É visível.

    Beijo grande,

    Camila

    Curtir

  • monica paiva

    O bonito é gente sabr conviver bem com as pessoas, porque ela são diferentes.
    Com carinho Monica
    Uma boa semana

    Curtir

  • Pri

    Lindo!!!!!!!!!!

    Curtir

  • Rafa

    E não é que amo as artes em geral?!
    rs

    Curtir

  • Ana Paula Monteiro

    Sillll,
    eta post para refletir.
    Estou aqui pensando que pessoa sou, que pessoa vc é….rs..rs.
    Me dá um palpite??
    Beijos
    Ana

    Curtir

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 269 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: