Perguntas da Primavera | Qual é o pente que te penteia?

Foto: Philippa Willitts/Flickr.com

O pente que me penteia anda estranho. Agora fica meio desajeitado nas mãos, e deu de querer botar coisas na minha cabeça. Quer saber por que é que tenho essa mania de só me ver de frente, sem dar conta que tenho um lado atrás. Mandou-me colocar outro espelho na porta do armário, em frente ao que já está lá. Para que eles conversem?, perguntei. Não, boba. Para que você veja como é de costas, o pente respondeu. Em nove das dez vezes que me olho no espelho, é para prestar atenção na frente. No perfil também. Mas lá, onde não há olhos, nem boca, nem peito, mas há nuca, ombros, tatuagem, bunda, batata de perna, não.

O pente que me penteia também tem uma conversa esquisita. Diz que veio da China e que bom mesmo é ser careca. Quem tem pelo é bicho, filosofa. Digo que já está combinado: quando eu fizer sessenta e sete, cabeça toda branquinha, passo máquina um. O pente quer saber porque 67. Ano em que nasci. Vim ao mundo com máquina um, só que meio desregulada. Então, é para voltar às origens. ‘Ashes to ashes’.

No contraponto do papo capilar, o pente que me penteia conta um segredo: gostaria é de desembaraçar as ideias das pessoas. Que vivem com nós e caraminholas demais. Sonha fazer num cabelo cheio de ondas um tsunami de coisas novas, levando os pensamentos a mares nunca dantes navegados. Nos lisos, um penteado para se achar o fio da meada. Ele sabe que é na cabeça que as coisas nascem, vivem e morrem, então é ali que elas podem ser reinventadas. E eu, que não sou boba, fico só prestando atenção.

E teu pente, o que te fala?

About these ads

14 responses to “Perguntas da Primavera | Qual é o pente que te penteia?

  • Silmara

    O meu pente pede pra revezar entre ele, a escova e a chapinha pois diz que sozinho ele nao aguenta! Assim nao sobra tanta ideia pra somente ele desembaracar.
    Agora nessa epoca de TPM, fica indagando por que nao mudo o visual e tudo mais. O pior e que pobre de mim, vulneravel e hormonal, obedeci. Agora to aqui, com o cabelo pela metade. Mas o pente disse que prefere assim. Pelo menos deu pra gente entrar num acordo.

    Beijoes Silmara. Voce me mata!

  • Rafa

    Eu não uso pente. Ajeito com os dedos. Aí a tendência é falarem sobre coisas que já acontecem aqui dentro, já que são parte do mesmo corpo. Se não me cuidar, ele embaralham ainda mais as caraminholas!

  • Helena Miranda

    O pente que me penteia fala comigo também, às vezes. Nos dias em que as coisas são as mais sábias, ele me deixa sair despenteada por aí…

  • paula mello

    Hahahaha, adorei essa “ashes to ashes”!!! Também sou 67, mas espero não ter que passar máquina zero quando chegar aos sessenta, embora não dê muita bola pra cabelo, não, nem pra espelho, nem para olhar pra trás, mas entendi o que vc quis dizer…E sabe, as vezes uma pequena mudança -seja a roupa, o penteado, um jeito novo – pode nos levar a uma reflexão e a uma viagem de descoberta sobre quem somos de verdade. Por que mudar é bom, faz parte da vida e nos ensina a crescer.
    Uma semana iluminada e despenteada, de preferência, que eu não gosto de nada muito certinho.

  • Glaucy Beck

    Conheci teu blog através do Hoje Vou Assim. A Cris é tua fã. E eu também sou. Deus do céu !!! Você já publicou? Se não, deverá fazê-lo correndo. A palavra escritora veio marcada a ferro na tua alma. Parabéns. São de pessoas e criatividades como a tua que o mundo está precisando para se tornar um lugarzinho melhor para se viver. Bjs.

  • monica paiva

    Eu goto de pentar meus cabelos com escova bem dura.
    Eles são fáceis ,mas estão dando trabalho que tenho muitos cabelos brancos e tenho que pintar sempre. e me dá uma preguiça. Eu estou dizendo quie daqui a alguns anos vou parar de pintar.
    E dixar branquinhos. acho lindo
    com carinho Monica

  • Ana Maria Bittencourt

    Oi Flor!
    Tenho corrido tanto esses últimos tempos que nem tenho deixado comentários pra você. Mas hoje parei pra mexer aqui um pouquinho pra olhar as fotos da minha festinha de ontem – fiz 40 primaveras- e aproveitei pra te escrever…
    Sabe que vi um filme lindo há muito tempo atrás, que contava a história de um menino (japonês). Era a visão dele sobre o cotidiano da família – sabe o que ele fazia? Tirava fotos e qdo chegava a hora do descanso na escolinha ele fugia para mandar revelar as fotos. Detalhe: ele tirava fotos da nuca das pessoas e depois dava pra elas, e quando questionado o porque da nuca, ele falava: porquê você nunca olha pra ela!
    Bijim em Om Shanti
    ps: depois comento os outros textos lindos!

  • Marília

    Tô de mal com meu pente. Ele não fala comigo.

  • PRISCILA

    Sil, esse pente que você usa é um pouco maluco, onde já se viu todo mundo careca???? rs. E como todo maluco que se preze, há as sacadas fantásticas: desembaraçar as ideias das pessoas (isso seria fantástico!!!).

    Normalmente, eu e meu pente temos uma relação muda e quando fico sem paciência, prendo o cabelo para não ter que penteá-lo.

    Amei o post e fiquei querendo um pente igual ao seu.

    bjos!

  • Luci

    Adorei esse papo!!! O meu pente deve estar bem aborrecido comigo, bom nem chegar perto. Como tenho o cabelo curtinho, não o uso faz tempo, basta os dedinhos… Deve estar de mal pelo abandono.

    beijos e bom final de semana!!

  • juaraujo

    nossa, que texto delíiiiiicia! :)

  • edno

    Silmara, a cadia mais fico surpreso com essa sua facilidade de escrever. Coisas quem nem imaginamos aparecem um dia escritas em suas págnas.
    Quanto a crônica do pente… pode crê que a Josi falou tudo a respeito do pente lá em casa.

    Parabéns menina. Vc tem futuro.

  • Joseliane A. Stanger

    A primeira coisa que me passou pela cabeça, foi a musiquinha… é que eu e pente andamos meio distantes ultimamente. Ele já tem um trabalho garantido com o Théo, que por ter um cabelo muito lisinho e fininho, acorda todos os dias com um ninho na parte de trás da cabeça, deve ser para abrigar as novas idéias e as coisinhas novas que ele aprende… A Bea também não é muito amiga do pente. Todas as manhãs enfia um gorro na cabeça, pra eu não ver os cabelos despenteados, então, basta eu olhar meio atravessado e perguntar meio durona… “penteou os cabelos?” e ela sai meio emburrada buscar o pente. Já com o Edno é ao contrário. Ele se penteia, ajeita o cabelo bem certinho… então eu chego meio distraída o abraço e meio desligada o despenteio… hehehe, e ele, entre um sorriso e um beijinho, me chama de pestinha, e arruma os cabelos com as mãos mesmo pois não vai adiantar pegar o pente novamente… acho que faz isso de caso pensado…. e eu adoro.

    Sil, um beijão e um fim de semana lindo pra vc…

  • Taffarel Brant

    que fofo!
    heheheh!

    Então aos 67 você vai voltar às origens!
    gracinha!

    Meu pente nem conversa comigo. eu o deixei de lado.
    normalmente é o creme para pentear que me dá umas dicas sobre visual.

    cê sabe né, a vida de homem é fácil.
    basta eu acordar com o cabelo parecendo a Marge Simpson, pegar meu creme, lambuzar a mão e ‘sluuuuuuuuuuuuurp’ no cabelo.
    fica lindão!
    ;D

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 217 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: